sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo

Último dia do ano, e em todas as mentes encerra-se mais um ciclo.

2011 começa como uma página em branco para podermos preencher e neste momento gostaria de desejar a todos muita luz, muita paz, muita saúde e prosperidade para este ano que vem surgindo.

Que Deus nos ilumine e nos dê força para enfrentar quaisquer desafios que se façam necessários e que saíamos vencedores de todos eles.

Que a nossa mente nos ajude em nossa recuperação, que a fé em Deus esteja sempre presente e que esta força opere verdadeiros milagres.

Para todos os que estão passando pelo tratamento ou vão passar, dedico minha mensagem de esperança em dias melhores, que é preciso acreditar, que é preciso se ajudar, pois a mente corresponde a 50% ou mais do tratamento.

Desejo também a todos vocês, seus familiares, muita harmonia, paz, felicidade e que tudo de bom possa vir até vocês nesta passagem de ano.

Agradeço a todos que oraram e torcem por mim, pelos que tem acompanhado meu blog, aos que dedicaram suas mensagens.  

Graças a Deus estou me recuperando e em 2011 será um ano de completa renovação.  Pretendo continuar sempre transmitindo a vocês mensagens de otimismo, fé e esperança e ajudando a tantas pessoas que também estão passando por esta travessia.

Feliz Ano Novo, Fiquem com Deus

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Coletânea de mensagens

Selecionei uma coletânea de mensagens do meu Blog. São mensagens que transmitem fé, esperança e um pouco de todo o processo de transformação interior durante o processo de tratamento.

Segue link para fazer download e/ou imprimir.

http://scr.bi/f2n15d   -  Coletânea 1

http://scr.bi/dKEfQu - Coletânea 2

Espero que vocês gostem!!

Recuperação pós radio garganta..Dores!!


Fiz a última rádio na segunda dia 27/12. Ontem ainda fiquei mal, com muita dor na garganta.  Efeito da rádio, que não deixa cicatrizar a ferida interna.  O processo de cicatrização é lento, leva alguns dias, mas cada dia vai melhorando um pouquinho.

Acho que mais uns 2 ou 3 dias, já vou estar com menos dor e passar a virada do ano mais tranqüilo.   Por enquanto a dor é como se colocasse uma ponta de uma faca numa ferida na garganta em carne viva,  a cada 3 minutos, que é o tempo de cada vez que engulo saliva.

Não tem remédio que dê jeito na dor, pois o remédio que tira a dor é o Decadron, mais como ele é um glicocorticóide e eu já tomei por mais de 15 dias, agora tenho que ir desmamando e tomar uma dose muito pequena nos próximos dias, até abandoná-lo.  Estou tomando também Nimisulida para a dor, mas é mais fraco..

O pior de tudo é a noite....quando ela se aproxima, sei que vai começar mais uma noite de terror.. Pois a boca fica completamente seca, a lingua cola no céu da boca.  Sem irrigação, a garganta fica mais irritada e dói ainda mais.

O que eu faço é acordar a cada 2 horas e me curvo na cama, de modo que esta posição de cabeça mais baixa que o corpo faz voltar um pouco de saliva e daí depois de alguns minutos nesta posição e a saliva irrigando a boca e garganta um pouco volto a dormir mais umas 2 horas.

A qualidade da saliva ainda é muito ruim, muito grossa. Não voltou ao normal. Acredito também que em 15 dias, o processo de salivação tende a melhorar, o que ajudará muito na recuperação.

De manhã, solto muita secreção pelo nariz e catarro, que são as células mortas pelo efeito da rádio.  Já foram várias caixas de papel para limpar.. Mas é bom, a secreção tem que sair.. Tenho um pouco de tosse também, o que é um saco, pois irrita mais ainda a garganta.  Tomo um banho logo cedo, as 6:00 horas que ajuda a secreção sair.  Alías, tomo vários banhos ao dia para tirar o calor da rádio.

Também como estou com sonda, a cada 3 horas tenho que colocar a dieta. Pego o frasco, ponho no recipiente, penduro na parede e tomo.. Demora uns 30 minutos para descer tudo. Também alternadamente tomo sucos naturais pela sonda também para hidratar.

Aos poucos, conforme as dores na garganta forem desaparecendo por completo, o que eu imagino que entre 1 e 2 semanas deve haver uma grande melhora, vamos começar a pensar em tirar a sonda e começar a se alimentar pela boca.  Não vejo a hora disto acontecer!!

Enfim, estou sofrendo muito ainda, mas pacientemente, com muita fé e resignação que tudo isto em breve vai passar e ficar apenas na lembrança como um sonho ruim..

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

33a e Ultima radio, Um Recomeço de Vida


Hoje fui no Hospital fazer a última rádio. Estou no interior passado uns dias, próximo a Sorocaba.  A minha cunhada foi dirigindo até SP, saímos 6:30 e as 8:00 já estávamos lá.

Como eu esperei por este dia.. Imaginava entrar naquela máquina pela última vez, imaginava o momento da última vez que ia colocar e tirar aquela máscara..

Enfim, este momento chegou e senti uma mistura de sentimentos, de alegria, de felicidade, de ter completado mais uma fase, uma fase definitiva.

Agora, sinto uma alegria interior, uma espera interna de ver o meu corpo se recuperar, de ver minha garganta melhorar dos efeitos da rádio para eu poder tirar esta sonda nasal, voltar a comer pela boca.  Sentir meu corpo voltar ao normal, ter mais força, sentir os efeitos da quimioterapia irem sumindo do meu corpo, como os formigametos nos pés e mãos.

Enfim, milhões de planos surgem na minha cabeça, vem e vão, numa expectativa de uma nova vida a ser vivida.  Quero sair deste limbo do tratamento que estou vivendo a quase 1 ano.  Quero poder respirar livre de qualquer doença, ser uma pessoa normal, trabalhar, viver, curtir, ser feliz....

Realizar coisas, passear, viajar, visitar os amigos, parentes, fazer festas, usar a criatividade, dançar, namorar (com minha esposa, é claro) , são tantas coisas..

Como a vida é bela, como a vida é plena e como damos tão pouco valor as coisas tão pequenas.

Esta privação por que passei me despertou muitos sentimentos, de ver a vida de uma maneira mais bela, de fazer mais coisas que tenho vontade, de se permitir ousar mais, de se permitir desfrutar de pequenos prazeres, de quebrar alguns limites, de ir além, de não ser tão quadrado..

De ver mais o belo, de cultivar mais aquilo que traz prazer, pequenas atitudes, pequenos olhares sobre coisas que antes não enxergava...  Olhar mais para o outro, olhar mais para os relacionamentos, para aquilo que está na nossa frente e não enxergamos.

Olhar mais principalmente para Deus, este esquecido, por tanto tempo negligenciado, mas que é o nosso melhor amigo.

Sim, a vida me deu um corte na linha do tempo. Fui levado ao fim da vida e enxerguei o que seria a minha vida aos 80 anos, e depois voltei aos 43.  Hoje tenho um corpo de 43, numa cabeça de 80.. Isto não é ótimo??.  Não tem preço!!...  Pode ficar com inveja, mas o preço para isto você não vai querer pagar, não é mesmo??  Tudo na vida tem um preço, felizes daqueles que conseguem enxergar isto sem ter que passar pela dor..

Sim, vi que na vida, no final, nada tem valor..., bens materiais, conquistas, títulos, vaidade.. Tudo isto vai embora com a nossa morte... A única coisa que fica é aquilo que construímos dentro de nós mesmos..

E esta construção é feita de coisas imperecíveis, é feita de fé, é feita do sentido da vida, que a maioria só vai descobrir quando chegar este momento.  O momento da morte... É difícil de encará-la, é difícil de superá-la, mas somente ela é que consegue mostrar o que realmente é a vida.  Porque estamos aqui, para onde vamos e qual o sentido de viver???....  Muito profundo, né!!

Hoje me sinto privilegiado por esta visão, me sinto também na obrigação de viver uma nova vida, uma vida renovada, uma vida diferente.  Porém esta obrigação não é um peso, mas sim um prazer...

Quero que a minha vida tenha sentido também para muitas pessoas que passam ou vão passar por isto.  Que elas possam ter um pouco mais de esperança, de fortaleza, de fé em Deus, que sintam que mesmo nos piores momentos, Deus está sempre do nosso lado, nos dando força, interagindo para que tudo dê certo e mesmo sem que percebemos, está nos conduzido para caminhos melhores e mais felizes

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Ultima dia de radioterapia dia 27/12 - VIVA!!!


Depois do Natal, segunda-feira dia 27/12 vou no hospital fazer a última sessão de radioterapia..  


Foram 33 sessões, que começou dia 25/10.  Como fiz quimio e radio juntos, e a radio foi na garganta, a partir da 8a. sessão já comecei a ter mucosite e na 24a. sessão eu já não conseguia mais engolir com fortes dores na garganta.


Dia 30/11 tive que por sonda nasal e a radioterapia foi interrompida por 15 dias.  Fiquei internado por 3 dias, devido as dores, mas depois com o antiflamatório comecei a melhorar.  As duas últimas sessões de quimioterapia foram canceladas.


Retomei a radioterapia no dia 14/12, faltando 9 radios e finalmente semana que vem será a última.  Neste retorno, os sintomas foram mais leves e não tive mucosite.  


Porém, a falta de saliva a noite ainda incomoda muito; acordo de 2 em 2 horas com a boca totalmente seca e passo saliva artificial para continuar a dormir..  Durante o dia é melhor, tem mais saliva.
Eu sei que estes sintomas vão melhorar alguns dias após o término da rádio.  


Em 2 semanas o corpo já vai se recuperando bem e daí poderei tirar a sonda nasal e voltar a comer por boca.


Apesar de tudo, estou muito feliz por estar completando o tratamento de quase um ano..


Desde Dezembro/2009 quando descobrimos o câncer, em Janeiro/2010 fizemos a biopsia, em fevereiro fiz a cirurgia de retirada de  5 cm de tumor na base da lingua e mais as áreas de segurança, foi feita esvaziamento cervical esquerdo dos quais dos 30 linfonódulos tirados, 8 tinham câncer. 


Foi uma cirurgia de 13 horas, muito complexa e delicada. Graças a Deus caí na mão de bons médicos e um ótimo hospital, que conseguiram preservar a minha lingua..


Fiquei 1 dia na UTI, e uma semana no hospital, a pior semana da minha vida..  Pois, tive que por traqueostomia, além da sonda. Foi muito, mas muito sofrimento, e em algumas vezes achei que não ia aguentar..


Minha esposa foi um anjo que ficou do meu lado todo este tempo e segurou as pontas.. Nosso relacionamento fortaleceu muito com a doença.


Após isto, fui para casa e passei 2 meses de recuperação muito difícies.  Não tinha forças direito, nem para andar. Não tinha os movimentos do braço esquerdo, onde foi tirado uma veia para fazer reconstrução interna na garganta.  Tinha dores nas costas, tossia muito devido a traqueostomia. Me alimentava pela sonda.  


Estava privado de vários sentidos.  Não podia falar, não podia comer, não podia respirar pelo nariz, estava fraco.


A noite não conseguia durmir direito, não tinha posição na cama, tinha que ficar meio levantado. Dormia na sala, num sofa que me acomodava melhor. 


Depois com o tempo fui melhorando, recebia Jorei todos os dias de  uns vizinhos muito amáveis que me ajudaram.


Não tinha movimentos para tomar banho sozinho. Minha mulher acordava cedo, me dava banho, fazia os meus curativos e depois ia trabalhar.


Uma prima da Geni, ficou ajudando a cuidar de mim, junto com a minha sogra durante estes 2 meses.


Em Abril/Maio, fiz muitas sessões de fonoaudiologia para poder reaprender a comer, pois como parte da epiglote foi afetada na cirurgia, tinha que aprender a engolir de novo, começando por alimentos pastosos e depois aos poucos sólidos.


Em Maio/2010, quando ia voltar para fazer a radioterapia, deu metástase para o lado direito do pescoço e também para o pulmão.


O planejamento da radio foi adiado, e os médicos fizeram uma reunião interdiciplinar e resolveram entrar com a quimioterapia.


Fiz quimioterapia até Outubro/2010, foram 6 meses de quimio, 6 ciclos de 21 dias (12 aplicações).  O primeira sessão do ciclo era  uma dose grande  de Cisplatina para a garganta e Navelbine para o pulmão.    


Nesta primeira sessão ficava uma semana com enjôos e quase não conseguia comer, mas não vomitava. Me sentia muito mal..., fraqueza..


Na segunda semana que era só Navelbine, quase não sentia os efeitos colaterais, somente um fraco enjôo.  E na terceira semana era de descanso.  Era quando eu aproveitava para voltar a viver, fazer alguma coisa que precisava, etc..


Estes ciclos se repetiram durante todos estes meses, foi muito difícil. 


Porém a resposta ao tratamento foi excelente!!  Os nódulos da metástase do lado direito da garganta sumiram com a químio, o que foi um resultado surpreendente até mesmo para os médicos, pois neste tipo de câncer que eu tive (carcinoma adenóide cístico) esta não é uma reação que seria esperada com a quimioterapia.


O esperado seria somente a diminuição dos nódulos para uma posterior cirurgia de esvaziamento cervical, agora do lado direito do pescoço para retirada dos nódulos.  Graças ao bom Deus, aconteceu este verdadeiro milagre e eu fiquei livre desta cirurgia, pois com esvaziamento cervical dos dois lados, ia ficar ainda mais travado com relação ao pescoço..


Os nódulos do pulmão também regrediram muito, quase sumindo, sendo que o maior deles sumiu.  Na tomo deu uma situação de controle, que se não voltar, é só fazer acompanhamento..  Tenho muita fé que estes nódulos não vão aumentar e vão até sumir e eu não terei que me submeter a cirurgia de pulmão.  Em janeiro/2011 vou fazer novas tomografia e vamos ver como está.


Agora estou terminando o último ciclo do tratamento que é a radioterapia, com o objetivo de que o tumor não volte a se manifestar na garganta.


Também sinto que estou num final de ciclo de todo este processo, no qual concomitantemente ao tratamento, tive um crescimento interior, reavaliação de valores, maior espiritualização, e mudança de visão, retomada de aspectos da minha vida que estavam bloqueados.  


Enfim, houve muita coisa positiva internamente, decorrente deste processo.


O acompanhamento psicológico me ajudou muito. Fiz sessões semanais durante todo o tratamento e pude reorganizar a minha cabeça, minha vida. Me preparar melhor para enfrentar o medo da morte, o medo da doença, pensar melhor nos vários aspectos que me cercavam.  


Aprendi a me entender melhor, a expressar melhor meus sentimentos e vontades, enfim é um processo contínuo, que muito me ajudou.  Agradeço muito ao meu psicólogo Antônio Carlos Rossi por isto. Com sua abordagem muito legal, aos poucos fui renascendo e crescendo para a vida.


Agora vislumbro uma nova vida, um novo recomeçar, um novo 2011, voltando ao trabalho, voltando para a vida, quero poder aproveitar tudo o que passei, tudo o que aprendi, agora num novo Felipe, uma nova personalidade...


Por isto meu Blog, chama-se Tive Câncer Graças a Deus, pois apesar de tudo, minha fé em Deus, a ajuda que recebi de todos, a força interior de poder superar as adversidades é que fizeram eu hoje poder estar vivo e sonhar com novas possibilidades.


Deixo aqui portanto meu testemunho de força de vontade, vontade de viver, vontade de lutar, submissão a Deus, paciência, humildade para absorver as duras lições.


Tudo passa, as coisas boas e as ruins.. O importante é tirarmos lições de tudo isto e passarmos a viver uma vida mais plena, mais Feliz..


Um Feliz NATAL a Todos, e um ano novo cheio de Felicidades...


Obrigado a todos que torceram e torcem por mim, que oraram, que pediram.  Que Deus lhes devolva em dobro tudo o que vocês me fizeram.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Natal, tempo de agradecer


Natal, tempo de agradecer....

Agradecer a todas as mudanças proporcionadas, a todo o processo de transformação...

Agradecer principalmente a todas as pessoas que me ajudaram, que oraram por mim, que fizeram preces, que pediram, que se preocuparam.

Agradecer ao plano espiritual por toda a ajuda enviada.. Agradecer aos médicos do plano material por todo o tratamento.

Agradecer ao pão nosso de cada dia, que nunca faltou... A empresa que foi solidária..

Agradecer aos amigos, a familia, aos mais íntimos, os que sofreram lado a lado,

Agradecer as pessoas solidárias que ofereceram ajuda, aos amigos virtuais do Blog que nos encorajam a continuar..

Especialmente a minha esposa que sempre me apoiou nos piores momentos.

A Deus que esteve sempre ao meu lado...e quando não tive mais forças me carregou no colo..

A vida tem me mostrado muitas coisas e hoje vejo que para burilar o nosso próprio diamante interior, ás vezes precisamos sofrer.

Porém, quando vemos ele reluzindo no íntimo do nosso coração, esquecemos de toda a dor e apenas contemplamos a sua beleza radiante, e agradecemos por tudo o que tivemos que passar para poder conquistá-lo.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Rapidez no diagnóstico do Câncer

Pessoal,

Quando em dezembro do ano passado descobri que estava com Câncer, foi totalmente por acaso. Nunca ia imaginar que eu um dia iria passar por isto.  Sou jovem, saudável, não tenho vícios. Enfim a última coisa que eu ia pensar seria num tipo de doença desta.

Porém, logo nos primeiros sintomas de uma dor-de-garganta persistente, valorizamos a queixa e fomos procurar um especialista, um otorrino, que por sorte fez um exame e detectou uma ferida na garganta que poderia ser um tumor.

A partir dái em diante, seguiu-se o ciclo do tratamento.  Por esta rápida e eficiente abordagem, foi possível fazer a cirurgia em fevereiro/2010 e em sequência os protocolos de quimio e radio.

Apesar desta rapidez, devido ao meu câncer ser lento (carcinoma adenóide cistico), quando deu a dor de garganta ele já devia ter mais ou menos 1 no de existência, mas era assintomático.

Por isto é muito importante que quando surgir algo estranho no corpo as pessoas estarem atentas e tirar as dúvidas para ver se é algo simples ou se pode ser mais sério, sempre contando com a ajuda de bons profissionais.

Pois algumas pessoas vão deixando para depois, negligenciando alguns sintomas e esta perda de tempo, muitas vezes compromete o resultado do tratamento que poderia ter sido bem melhor se elas tivessem corrido antes.

Cliquem no link abaixo, e vejam que interessante o vídeo abaixo de uma campanha que a Unimed fez em Porto Alegre no dia Mundial de Combate ao Câncer (27/11),  a respeito desta consciência individual que todos devemos ter.

http://www.youtube.com/watch?v=nw2bZ5xcMzg

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Natal, Jesus é o Aniversariante, mas o presente é nosso!!



Jesus é o aniversariante, mas vamos receber o seu presente de Natal, nos conectando com a sua energia Divina de Cura, restabelecendo-nos de toda a enfermidade.


Ele dá de Graça, aquilo que recebe do Pai e está sempre disposto a nos ajudar..


Obrigado Senhor!!!

Faltam 4 Radios



Agora faltam só 4 radios



segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Gratidão aos meus médicos do Hospital A.C. Camargo



Se hoje estou vivo


é graças aos meus médicos


mãos de Deus na terra, operam o milagre da vida...


Desvalorizados aqui na terra,


Deus saberá os recompensar fartamente


Por todo o Amor e dedicação que recebi de suas benditas mãos.


Abençoado sejam vocês, que ficam horas em uma cirurgia (no meu caso 13 horas), compenetrados em sua profissão.





Benditos sejam os seus dias na terra.  Que Deus lhes cubram de bençãos por toda a Eternidade




Agradeço especialmente ao  Dr. José Magrin e equipe, cirurgiões de cabeça/pescoço do A.C. Camargo e  Dra. Mônica da cirurgia plástica de reconstrução,  por tudo o que vocês fizeram por mim.


Obrigado, ao atendimento tão carinhoso do pessoal da enfermagem da cabeça e pescoço.


Obrigado também ao meu oncologista Dr. Thiago, por todo o acompanhamento de Quimio e radio.


Obrigado aos médicos e técnicos da radioterapia por todo o planejamento e execução da rádio.


Obrigado a Dra Simone e equipe da fonoaudiologia, por toda a reabilitação e carinho.


Obrigado a Cláudia da Nutrição, que sempre tão bem me orientou.


Obrigado ao pessoal da Estomato pelas sessões de laser quando tive mucosite.


Obrigado aos enfermeiros que me apoiaram quando estive internado, a todos os funcionários e todos os que me ajudaram a poder prosseguir esta jornada que se chama Vida...


E aos grandes fundadores deste Hospital, Dr. Antonio Prudente e sua missionária esposa Carmen Annes Dias, já falecidos.  Que eles continuem lá do céu ajudando a dirigir este hospital que ajuda a tantas pessoas que precisam.

Faltam 5


Agora só faltam 5 sessões de radioterapia, tem mais 4 esta semana, e 1 dia 27/12, que será a última, totalizando as 33 sessões!

domingo, 19 de dezembro de 2010

2011 Vou Amar você!!!



Após a tempestade 


virá a bonança. 


2011 venha logo trazer muita paz,


Saúde


 Felicidade


 e Alegria!!!  
E enterre 

definitivamente todo o nosso sofrimento de 2010.





sábado, 18 de dezembro de 2010

Ouvir os próprios sentimentos

A agressividade do tratamento do câncer tais como cirurgias, quimioterapias e radioterapias mexem demais com o nosso corpo e consequentemente com nosso mundo interno.

Ficamos mais carentes e surgem questões de passado, de família, e a nossa própria estrutura de personalidade nos vem a tona, e temos oportunidade de nos deslocarmos de nós mesmos e ter percepções diferentes, diante de toda uma vida de condicionamentos que temos vivido.

Em todo este processo, muitas coisas podem surgir.  No meu caso, devido ao meu acompanhamento psicológico, tenho conseguido paulatinamente, organizar este processo e alinhado muitas descobertas, embora sempre as reais conquistas sejam um processo de médio/longo prazo.

Porém, de uma forma geral, tenho aprendido muito com a doença.  Aprendi a expor melhor os meus sentimentos, a por para fora melhor aquilo que me incomoda, sabendo pedir aos outros aquilo que me faz bem. Ou seja, sendo mais meu melhor amigo.

Ultimamente, estou mais perceptivo aos meus próprios sentimentos internos, estou me entendendo melhor. Acho isto uma grande descoberta.  Tenho percebido que geralmente somos muito  dissociados dos nossos verdadeiros sentimentos, devido a nossa educação/cultura.

Somos levados a reprimir os sentimentos tidos como negativos, para os quais a razão rapidamente chega atropelando e solavancando-os para debaixo do tapete.  Porém, tenho percebido que não existe certo ou errado em sentimentos.

Você pode estar magoado, chateado, irritado, com ciúmes, alegre, feliz, preocupado, ansioso, com medo, etc.. Enfim, são uma infinidade de sentimentos que diariamente você pode sentir, de acordo com as situações.

O fato de não querermos experenciar os sentimentos ditos negativos e sufocá-los, entrando rapidamente com a parte racional, faz com que nos distanciemos de nosso mundo interior e passamos a viver num mundo que não é o verdadeiramente nosso.  Isto nos leva aos complexos, às saídas inadequadas para a vida, às distorções, pois tudo está sendo vivido a partir de referências externas.

Ao contrário, aquilo que parece perigoso, ou seja, viver os próprios sentimentos, sorver e experenciar toda a angústia de sentir aquilo, olhar para dentro de nós mesmos e deixar estes sentimentos se expressarem, admitir-se com raiva, magoado, com ciúmes, triste, etc, sem querer justificar, não vai trazer consequências desastrosas para a sua vida, pois você está apenas dando vazão e entendendo o que se passa internamente.

Aqueles conteúdos que você se permitiu viver, não vão se acumular, e com os próprios acontecimentos eles vão tomando outras formas e você vai encontrar saídas realmente positivas e conectadas com a realidade sua e dos outros, que atenda verdadeiramente suas necessidades internas, de forma que a sua vida vai se tornando cada vez mais plena e feliz.

Ou seja, os sentimentos vividos, conduzem a reflexões sensatas e atitudes equilibradas e com o passar do tempo a uma vida autêntica, plena e feliz.

Parece simples, e acho que realmente é, porém são as coisas simples as mais difícieis de se realizar e entender.

Estar conectado consigo mesmo, é se auto-conhecer, e o auto-conhecimento é a libertação de nós mesmos para viver a vida como ela é.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

26o sessão de radioterapia na garganta

Voltei a fazer a radioterapia ontem, após 15 dias de suspensão da radio devido a colocação da sonda e complicações para engolir.

Com o antiflamatório melhorei da inflamação na garganta e esta semana já fiz mais duas sessões, ontem e hoje.

Vou fazer mais 3 sessões esta semana, semana que vem mais 4, pois dia 24 a radio não tem expediente e vai ficar faltando a última que será após o Natal, dia 27/12, totalizando as 33 sessões.

Não vejo a hora de terminar tudo isto, voltar a me recuperar, tirar a sonda, volta a comer normalmente, voltar a trabalhar, etc... 2011 tem que ser um ano melhor para mim e para todos.

Por enquanto nestas 2 sessões de retorno da radio, já começo a sentir algum sintoma da mucosite e falta de saliva, porém os efeitos ainda estão sendo bem amenos, ainda sem dores ou grandes incomodos , apenas vamos sentindo que a boca começa a sentir aos poucos os reflexos da radio.

Estou fazendo a higiene bucal a cada 3 horas, passando o própolis sem álcool (Propomax), logo em seguida faço bocejos com Leite de Magnésia da Philips, porém sem engolir (além de ser mais barato que o Maalox, me adaptei melhor com o Leite de Magnésia e faz o mesmo efeito, apesar que não dá para ficar engolindo pois é laxante, mas no meu caso, como quero o efeito mais na boca, dá no mesmo). Em seguida escovo os dentes com a pasta da Philips, que também é bem básica.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Milagre - Ozonioterapia no Jornal Nacional

Pessoal,

Vejam o link desta reportagem exibida no Jornal Nacional no dia 10/12/2010

http://g1.globo.com/videos/jornal-nacional/v/descoberta-promete-destruir-um-inimigo-microscopico/1391252/

Faço tratamento complementar com Ozonioterapia desde o início do meu tratamento, ou seja a 10 meses.

Nunca postei nada sobre isto, pois por incrível que pareça, a Ozonioterapia não é regulamentada no Brasil, por motivos cruéis da indústria farmacéutica Americana, desde que eles não podem comercializar o ozônio.

Tendo em vista que ele é produzido somente na hora por uma máquina, que produz as 3 moléculas de Oxigênio do Ozônio, sendo elas são instáveis, ou seja não podem ser armazenadas e portanto acondicionadas para comercialização, tem que ser aplicado na hora que é produzido pela máquina no paciente geralmente via retal ou pela veia, dependendo do tratamento.

Além disto, o Ozônio por acelerar os processos de cura, ataca frontalmente a Indústria, por acelerar os processos de cura e diminuir a utilização dos caros remédios comercializados por eles.

Então eles  preferem dizer que ainda não existem evidências comprovadas do seu benefício, quando sabemos que na Europa, em países tais como Alemanha, o Ozônio já é aceito amplamente, inclusive até os próprios planos de saúde cobrem a terapia com o Ozônio.

Também em Cuba, país muito avançado na medicina a terapia com o Ozônio é amplamente empregado.

No Brasil, como seguimos o modelo americano, a terapia com Ozônio ainda não é regulamentada; porém existe a Associação Brasileira de Ozonioterapia  www.aboz.org.br, onde você pode encontrar profissionais confiáveis para fazer o tratamento.

É sabido que devido a esta falta de regulamentação, a terapia com Ozônio ainda é cara no Brasil, inacessível a maioria da população. Porém existem ainda profissionais que tem mais consciência e conseguem praticar preços mais acessíveis. Vale a pena pesquisar um pouco antes de começar.

No meu tratamento de quimioterapia o Ozônio me ajudou muito, principalmente diminuindo a toxidade da quimioterapia e impedindo danos maiores aos orgão vitais, tais como os rins e fígado e também ajudou muito na melhora geral do quadro, possibilitando uma excelente resposta a quimioterapia, elogiada até pelos médicos do hospital (é lógico que eles não sabem que parte do mérito é devido ao Ozônio - pois não adianta falar em uma coisa que eles não acreditam).

Continuo fazendo o Ozônio durante a radioterapia, que também ajuda muito na melhoria da fraqueza e abatimento que a radio dá.

Fiquei muito animado com a reportagem no Jornal Nacional sobre a Ozonioterapia utilizada no Hospital das Clínicas para combater as super-bactérias.  Já é um grande começo, um hospital de renome começar a se render ao bom senso e as evidências de uma opção de tratamento obviamente barata para um hospital, comparando-se com as outras possibilidades.

Que este seja um começo para utilizar-se o Ozônio nos pacientes. Porém, tenho certeza que contrariando os interesses  da indústria farmacêutica, onde milhares de pessoas vão ter melhoras muito mais rápidas e ficar livres antecipadamente de drogas caras, tais como antibióticos, etc.. Não será interessante para eles.

Quem pode fazer alguma coisa é o poder público, as prefeituras, os Estados e a União. Desde que tenham coragem e não façam as coisas somente por interesse próprio.

Inclusive alguma prefeituras já começaram a se interessar pela utilização da Ozonioterapia, tais como as cidades de Cajamar-SP e Nova Lima- MG.

Além das inúmeras doenças que podem ser tratadas com a Ozonioterapia, em processos em melhorias da imunidade, é muito empregada para fechar feridas, tais como em Diabetes, utilizada também em processos de artrites, artroses, entre outras aplicações.

Entrevista do Arthur no programa do Jô










Pessoal, estava lendo o blog  http://jornadacontraocancer.blogspot.com  e assisti ao video do pequeno Arthur no programa do Jô. Clique no link abaixo para assistir..

http://www.youtube.com/watch?v=9L4ZYstQxpw

Assistam este vídeo, ele é uma fonte de inspiração e coragem de uma criança de apenas 8 anos que luta contra um tumor facial e que tem muita força de vontade e fé, enfim um exemplo para todos nós e que faz a nossa dor parecer pequena perto dos desafios que ele vem enfrentando com tanta sabedoria.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Retorno a radio

Hoje me ligaram do hospital para reiniciar a radioterapia a partir de amanhã.

Apesar de temeroso, eu também estava querendo retomar amanhã. Pois melhorei da dor de garganta com o antiflamatório e também melhorei da mucosite.

Tenho 9 sessões para fazer, começando amanhã vou terminar dia 27/12, pois no dia 24 e 31/12 não tem radio.
Então serão 4 sessões esta semana, mais 4 na semana do Natal e a derradeira no dia 27/12.

Eu sei que com 9 sessões, provavelmente vai voltar a mucosite e também as dores na garganta podem voltar, visto que ainda está inflamada, e o efeito da radio sempre é cumulativo.  Já recebi 48 Gy das 24 sessões, e a dose total será 66 Gy, sendo que acima de 50 Gy é que os efeitos começam a ser piores.

Talvez esta suspensão da radio devido a colocação da sonda, possa dar uma quebrada nos efeitos, mas não sei não, só vendo para crer.

Enfim, eu sei que após o término da rádio, vão pelo menos 2 semanas para o organismo começar a se recompor.

Melhorias na dor garganta com antiflamatório

Pessoal,

Comecei a tomar o antiflamatório na sexta e melhorou muito a dor de garganta. Quase não sinto mais dor.. Graças a Deus aquela dor insuportável passou.

A mucosite da boca também melhorou muito e já não dói nem incomoda.

Já me sinto preparado para continuar as 9 sessões de radioterapia que faltam. Estou esperando eles ligarem do hospital hoje para ver se já começo amanhã.

Não vejo a hora de acabar todo o tratamento!!!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Crescimento espiritual com a Dor e o Sofrimento

Pessoal,

Gostaria de compartilhar algumas conquistas internas. Por incrível que pareça, estou podendo constatar que aquela história que muitas pessoas e religiões dizem que a dor e o sofrimento são instrumentos de evolução espiritual e amadurecimento interno das pessoas realmente é verdade. É lógico que acho que depende de como a pessoa aceita isto, se é aceita de uma forma mais compreensiva ou mais revoltada.

No meu caso, posso assegurar que tive inúmeras revelações, insights, revisão de valores e conceitos, aceleração de vivências.  É realmente uma avalanche de vivências que no caso de um paciente em tratamento de câncer necessita de ter uma boa cabeça para poder administrar toda a rotina do tratamento, dar conta de todos os seus medos e ainda progredir na revisão dos valores, e fazer um upgrade na vida como um todo.

Hoje, apesar de ainda estar sofrendo, vejo o balanço de minha vida muito mais positivo do que antes, acho que vivi em pouco menos de um ano, vivências que talvez não teria condições de assimilar em uma vida inteira numa situação "normal".

O acompanhamento psicológico que tenho feito toda semana tem me ajudado muito a reorganizar a minha vida e dar vazão aos meus sentimentos e necessidades internas.

Então este caminho pela Dor, realmente tem me ensinado muito.  Geralmente diz-se que existem 2 caminhos, pelo Amor e pela Dor. A maioria de nós esquece o caminho do Amor, devido a correria do dia-a-dia e muitas vezes, sabe lá Deus porque, somos defrontados com o caminho da Dor.  E esta é implacável. O ensinamento vem a base de marretada e você não tem como fugir. Ou aprende ou aprende.

Graças a Deus acho que estou aprendendo e tenho certeza que depois da tragédia vem a bonança e que 2011 vai ser um ano maravilhoso, cheio de novas descobertas e realizações e onde eu vou poder começar a por em prática todos os ensinamentos que tenho aprendido e também ajudar a mim mesmo e a muitas pessoas.

Garganta inflamada devido a radioterapia - recuperação

Ontem passei no cabeça/pescoço do Hospital A.C.Camargo e o médico examinou a minha garganta e falou que estava toda inflamada devido a radioterapia.

Passou um antiflamatório por 1 semana e disse que antibiótico não ia fazer efeito neste caso.  Que tinha que esperar o organismo reagir e se recuperar.

Estou esperando resposta da equipe de radioterapia para ver quando vamos retomar as 9 sessões de radio que faltam.  Porém, gostaria de estar melhor recuperado para poder suportar mais estas 9 sessões.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Dores para engolir saliva devido a radio no pescoço

Hoje a tarde vou passar no médico do cabeça e pescoço para ver o que pode ser feito, pois eu acho que estou com faringite, ou devido a infecção ou devido a própria queimação da radio.

Sinto forte dores cada vez que engulo a saliva, as vezes até cuspo a saliva para não ter que engolir e sentir dor.  Já faz 10 dias que estou nesta situação, não aguento mais...

Tenho tido estado febril todos os dias e também sinto muita fraqueza.

Eles querem começar a radio na próxima semana, mas com a garganta do jeito que está eu não vou aguentar. Também, quanto mais tempo demora para recomeçar a radio pior ( a radioterapia foi suspensa depois que eu pus a sonda e fui internado).

Ficaram faltando ainda 9 sessões de radioterapia para completar as 33 (dose total 66 Gy).

A mucosite na boca tem melhorado e tenho feito diariamente as sessões de laser e também uso o própolis e o Maalox ou Leite de Magnésia para controlar o PH.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Recuperação Pós radioterapia Cabeça/Pescoço

Tive alta do hospital na sexta e estou me recuperando em casa.  A recuperação é lenta, mas está evoluindo bem.  Ainda sinto dor ao engolir saliva, mas é suportável.

A boca tem somente uma grande ferida na ponta devido a mucosite, que é como uma praga, não sara tão rápido.  É que a quimio + radio tem um efeito destruidor e o organismo demora para poder se recuperar, principalmente na região da cabeça e pescoço.

Geralmente a radioterapia em outras áreas do corpo não apresentam efeitos colaterais tão devastadores quanto na cabeça/pescoço.  Eu mesmo conversava com várias pessoas que faziam rádio na prostata, e outras regiões e eles comentavam que não sentiam quase nenhum efeito colateral, além de algum cansaço e alguma queimação, urgência ao urinar ou evacuar.

Porém na cabeça a coisa é punk.  Minha mucosite atingiu o grau 4, que é o pior.  Graças a Deus, está melhorando aos poucos, mas tenho que me alimentar por sonda nasal, tomar vários remédios e ter uma rotina de higiene bucal super-rigorosa.

A ferida na boca doi muito e passo lidocaína direto para poder aguentar. Eu passo e anestesia na hora, dura uns 15 minutos, daí depois tem que passar de novo.  As vezes tem períodos do dia que doi menos e outros doi mais. Tudo tem a ver com a falta de saliva e também a qualidade da saliva que ficam reduzidas, daí abre as portas para as infecções da boca. Essa falta de saliva é porque a radioterapia mata as células que fabricam a saliva, que são as glândulas salivares. Algumas voltam a funcionar e outras não.  Durante este período recente pós-radio a saliva fica mais espessa e aos poucos vai voltando.

Tem que controlar o PH da boca, passando Hidróxido de Alumínio e de Magnésio várias vezes ao dia, e também Nistatina para combater os fungos.  Para a mucosite não tem remédio, apenas dissolver vitamina E na boca 2 x ao dia e fazer laserterapia na estomatologia (dentista).  Porém, como já mencionei em outro Post, o Própolis tem me ajudado muito e estou passando várias vezes ao dia.    O efeito do própolis é bem interessante, pois a radio mata as células da boca e ela fica meio esbranquiçada, amarelada, meio sem vida.  Depois que você passa o Própolis, você começa a ver as micro-veinhas da boca começarem a voltar e a lingua também que fica meio esbranquiçada começa a ficar mais vermelha, voltando a circulação. Porém tem que ser um própolis sem álcool para não agredir; eu uso o Propomax da Apis Flora, é excelente!

Descobri que Deus fala com a gente através da nossa própria inteligência!  Tive várias idéias para melhorar o tratamento.  Sentia muita dor, pois a ferida na ponta da língua raspava no dente e via estrelas. A dentista me deu uma massinha para por entre o dente e a lingua para evitar o atrito, mas não funcionou muito bem devido a fixação. Daí tive a idéia de por um pedacinho de algodão e deu certo. Evita o atrito e não aumenta mais a ferida e diminui a dor, principalmente ao falar.

Outra idéia muito boa, é que percebi que quando ficamos numa posição igual aquela que os muçulmanos ficam quando se rendem a Alá, aumenta a salivação.  Descobri por acaso, mas o fato é que funciona.  Isto também tem me ajudado muito na melhora, pois quanto mais volume de saliva, mas lubrifica a laringe e a dor ao engolir vai melhorando. Também ajuda para dormir, pois a noite a quantidade de saliva é menor. Antes de dormir ou de madrugada, faço várias vezes este exercício para poder voltar a dormir.

Outra idéia que tive são os alongamentos. Percebi que quanto mais alongamentos corporais fazemos, mais a circulação do corpo começa a voltar e ajuda no estado geral da recuperação.  Hoje fiz bastante alongamento e senti uma grande melhora na disposição.

É isso aí, Deus dá a Cruz, mas também dá os meios da gente carregá-la.

Por enquanto a radioterapia está suspensa, apesar de faltarem somente 9 sessões para terminar as 33.  Tenho que me restabelecer completamente para poder suportar novamente estas 9 sessões.  Minha vontade na verdade era parar por aqui, mas sabe como é, estas coisas quem decide são os médicos e não sei se poderia parar com 24 sessões, o que isto significaria para o meu tratamento, etc..

Hoje conversei com uma amiga que já faz 15 dias que terminou a radio também na cabeça e pescoço e ela falou que ainda não se recuperou totalmente, ainda com dificuldade para engolir e a pele ainda queimada.
Minha pele está bem queimada, queimadura de 2o. grau.  Mas aos poucos vem melhorando.

Acho que vai  no mínimo 1 mês para a recuperação . Vamos ver...

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Inferno Astral - Internação



Pessoal, na terça feira não aguentei as dores, pois a cada saliva que engolia via estrelas.  Pedi para sair!!!

Fui a noite na emergência do A.C. Camargo.  Chegando lá eles me deram morfina e nem assim a dor passou.
Daí o médico falou que se não passou com a morfina tinha que internar.

Fiquei internado, quarta, quinta e tive alta hoje a tarde.  Ainda sinto dores ao engolir, mas agora é suportável.
Nos primeiros 2 dias, a alternativa que encontrei foi não engolir, simplesmente arrumei bastante papel e cuspia toda saliva para evitar a dor ao engolir.

Tudo isto foi efeito da radio combinada com a quimio, que queimou internamente toda a laringe.  Agora que a quimio foi cancelada e a radio suspensa temporariamente, o organismo vai aos poucos voltando ao normal. Ainda tenho mucosite, mas também dá para administrar, passando lidocaína, etc..

Também eles deram antibiótico e antiflamatório, além dos outros remédios que já tomo.

Apesar do hospital ser bom por podermos ser tratados corretamente, é muito ruim ficar naquele ambiente de quarto de hospital, confinado, preso a um monte de aparelhos, sem poder se movimentar direito, prostrado naquela cama. A gente se sente um boneco.

Hoje eu melhorei e pedi para a médica ir embora, ela disse que ia avaliar com o outro médico e depois a tarde eles me deram alta e a lista de remédios e recomendações que eu tenho que fazer em casa.

Minha pele no pescoço também está bem queimada, estou fazendo as compressas de camomila e também passando uma pomada.

Bom pessoal, obrigado pela força que vocês estão me dando.  Sabe aprendi que temos que agradecer, pois as coisas sempre podem ser piores.

Também no Hospital vi umas crianças com câncer.  Sabe isto é horrível e faz a gente pensar que o nosso caso, por pior que seja, ainda é menos sofrido do que estas famílias que tem estes pequeninos sofredores.

O ruim da sonda agora é que talvez vou ter que passar o Natal e Ano Novo de sonda, pois não sei exatamente quando iremos continuar a rádio. Além de eu me recuperar, vai ser necessário refazer o planejamento da rádio devido a sonda e depois vem as festas.  Bom paciência.  Graças a Deus eu tenho condições de comprar a alimentação da sonda, que não é barato e os demais remédios.

A sonda tem que ser esta nasal mesmo, pois aquela da barriga teria que furar o estômago e é muito invasivo para pouco tempo que terei que usar a sonda.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Inferno Astral - A saga continua

Pessoal, hoje tive que colocar sonda nasal, pois não dava mais para comer. Sentia muita dor para comer, devido a radio e quimio.  Além da lingua que está em carne viva, a garganta também está ferida e doí até para engolir.

Tenho que passar lidocaina a cada 30 minutos para aguentar as dores devido as feridas na lingua que quando entra em contato com o dente doi muito e a dor na laringue cada vez que engulo saliva.

O pior que agora que botei a sonda a dor para engolir a saliva aumentou ainda mais. Vou ver se eu aguento me adaptar com isto, mas se não melhorar vou pedir para tirar a sonda nasal e por aquela na barriga.

Por a sonda hoje também foi horrível, pois eles só passam um pouco de lidocaína na ponta da sonda e metem no seu nariz e aquilo vai descendo pela sua garganta até chegar no seu estômago.  Dá um mal estar, vontade de vomitar, mas é rápido.

A noite também é horrivel para dormir.  Acordo a cada 2 ou 3 horas, pois fico totalmente sem saliva.  Eu tinha descoberto um meio de ativar a saliva, que é chupar balas sem açucar. Tem até uma bala chamada halter, muito boa.  Porém esta bala, acabou por piorar a minha lingua, pois é cítrica e agora não posso mais continuar a usá-la.  O bom é que quando passar a radio e minha boca voltar ao normal, posso usá-la para melhorar a xerostomia, que é um efeito em parte irreversível da radioterapia.

Apesar de tudo estou tentando manter a minha resistência moral alta para poder enfrentar tudo isto, pois quando a gente tem dor 24 hs por dia durante vários dias, tem que ser muito forte e paciente para aguentar.

Hoje fiz a 24 sessão de rádio, agora só faltam 9, mas devido a colocação da sonda, agora tem que eles esperarem me chamar para fazer nova tomografia, pois a sonda interfere nos feixes da radio e tem que fazer a adequação do planejamento para poder continuar.  Em parte até achei bom, pois assim eu tenho um tempinho para me recuperar. Porém o ruim é que quanto mais demora, mais fica perto do Natal.

Bom pessoal, obrigado pelo apoio nas mensagens. Eu gostei muito de todas elas e estão me dando muita força. Muito obrigado.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Encontrando forças para enfrentar a Radio + Quimio


Hoje fiz a 22a. sessão de radio, de um total de 33. Agora só faltam 11, termina dia 13/12.  Fico imaginando a última sessão da rádio, eu entrando naquela máquina e ao sair saber que tudo terminou!  Vou soltar um rojão, não um monte de rojões!!

Está sendo muito difícil suportar esta barra. Além dos problemas na boca como a falta de saliva,  mucosite e impossibilidade de comer alimentos sólidos, tem a  queimação da pele e agora também começou a dar dor-de-cabeça frequente.

Tudo isto mexe muito com o psicológico e abate o nosso ânimo, ficamos carentes e frágeis.

Porém, hoje resolvi dar um basta!  Não posso talvez mudar os sintomas físicos, mas mentalmente vou me fortalecer.  Preciso ser mais forte que isto, preciso me ajudar, e vou vencer.

Ninguém pode me ajudar mais do que eu mesmo.   Não vou depender de ninguém para me por para cima, eu mesmo vou fazer isto, porque me amo e porque Deus me ama.

É um orgulho ser forte e eu sou forte o suficiente para aguentar esta barra, sim eu vou passar por tudo isto sem reclamar.

O importante é vencer o Câncer, ele não voltar mais, para que eu possa viver uma vida tranqüila e feliz depois de todo este tratamento e para isto eu acredito que a nossa mente conta muito.

É preciso ter fé, é preciso acreditar e estou aprendendo que quanto maior é a dor, maior pode ser a nossa força interna para suportá-la.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Câncer e Solidão


Escrevo este post pedindo a compreensão pelo que vou escrever, pois amigos e familiares podem não entender bem.

Nos momentos da vida em que você passa pela situações mais difícieis, tais como doenças, etc, em que você se sente mais carente e precisando de um apoio emocional é que você pode avaliar realmente a contribuição de cada um dos seus amigos, parentes e familiares.

Posso te dizer que nestes 9 meses em que estou afastado do trabalho e em tratamento do câncer, realmente me surpreendi com muitas coisas, além das inúmeras lições de vida que venho recebendo.

Uma delas, é a fragilidade e a pobreza da maioria dos relacionamentos.  Apesar de existir muito amor, e as pessoas realmente estarem torcendo e orando por você, somente uma minoria é que consegue te dar o suporte emocional que você necessita.

E isto não é por culpa das pessoas, nem nossa.  É que os relacionamentos são como floreszinhas, as quais temos que regar diariamente ao longo de toda a vida.   E na nossa correria da vida agitada que levamos, acabamos por priorizar, o trabalho, as conquistas, os nossos problemas e aspirações e acabamos por deixar em segundo plano o desenvolvimento de nossos relacionamentos e deixamos de alimentá-los adequadamente por muitos anos.

O que acontece, é que quando você precisa deles é que você verifica que você não tem, justamente porque você também não plantou e não cultivou aquilo.

Não falo aqui de relacionamentos superficiais, mas aqueles relacionamentos verdadeiramente íntimos, onde existe não somente uma preocupação, mas uma exteriorização constante deste amor.

Talvez nós Brasileiros precisamos aprender um pouco mais com outras culturas, em que a amizade é mais difícil, mas também é mais verdadeira.

Por outro lado, descobri na minha mulher, qualidades muito maiores do que eu já conhecia, e hoje estamos muito mais unidos.  Acho que isso vale mais que tudo, pois somos dois numa só carne e esta experiência só tem servido para nos amarmos cada vez mais.   Sinto muita pena, naqueles que além de tudo, não tem um parceiro(a) que as ajude a suportar toda esta carga, que só quem passa sabe o que é.  Também a família dela tem me ajudado muito, o pai dela me levando no médico todos os dias, a mãe fazendo as minhas comidas, etc.. Sou muito grato a eles.

Quanto ao meu desabafo, peço que não me levem como uma crítica, mas somente uma visão de quem passa por um tratamento de câncer e se sente carente e que de forma geral não recebeu de muitas pessoas que esperava o devido suporte emocional, tais como uma simples ligação telefônica, uma vez por semana, ou por mês, uma visita, pelo menos 1 vez por mês ou a cada 2 meses.

Porém, tudo isto não são mágoas, mas simplesmente lições de vida, em que aprendi principalmente que relacionamentos se constroem e se mantém conforme a nossa vontade e não somente por laços de sangue ou por amizades que não são alimentadas.

Vou fazer desta experiência um marco na minha vida e passar a valorizar mais algumas pessoas que tenho mais afinidade, desenvolvendo relacionamentos mais profundos, aqueles em que você pode estar sempre melhorando e aperfeiçoando e fazendo com que estas pessoas sejam realmente aquelas que vão estar do seu lado quando você precisar, de forma expressiva e presente.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Tratamento de Mucosite com Própolis

Tenho sofrido muito com a mucosite e fungos que apareceram na boca decorrente da radioterapia que faço na laringe, além da perda de saliva.

Estou me tratando com Cariax (digluconato de Clorexidina) e Nistatina que é o protocolo padrão.

Porém, pesquisando na Internet descobri um estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, que atestaram a eficácia superior do uso do PRÓPOLIS no combate da mucosite em pacientes oncológicos de cabeça e pescoço submetidos a radioterapia e/ou quimioterapia.

Veja link de matérias sobre o assunto abaixo
http://www.ufmg.br/boletim/bol1634/4.shtml

http://t.co/LLyYb6t

http://www.doutordagoberto.com/propolis/

Eu tenho feito um teste prático na minha boca e estou concluindo que realmente o Própolis tem um efeito superior aos demais medicamentos, reduzindo a mucosite e fungos, assim como melhora a salivação. Embora continuo me tratando de forma complementar, sem abandonar a Nistatina/Clorexidina.

Estou usando um extrato aquoso de própolis (sem álcool) Propomax da Apis Flora, que tem uma boa qualidade e vem sem aquela cera que geralmente tem no própolis.

Hoje  fui fazer o laser na boca na estomatologia do A.C.Camargo  e falei para a dentista  que estava usando o Própolis e ela falou que se estava dando certo para continuar.

Uma boa notícia para quem faz radioterapia na cabeça e pescoço.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Inferno Astral - Parte 2



Ontem a noite, pedi para Deus me ajudar, pois não estava mais aguentando esta situação, a ferida na boca que não melhora.

Já estava disposto a falar com o médico para por logo a sonda, assim eu não sofreria tanto para comer. Porém a sonda que é colocada na barriga, também tem o risco de infecções e também a diminuição da atividade de deglutição pode prejudicar a recuperação da laringe. Por isto, os médicos só colocam a sonda se realmente não der mais para engolir.

Por incrível que pareça, ontem consegui dormir melhor, diferentemente das outras noites em que eu tenho que acordar de 1 em 1 hora para borrifar saliva artificial.

Amanheci mais calmo, também, mais conformado com a situação, apesar da ferida ter ainda piorado hoje e agora sinto dor na ferida em contato com o dente e tenho que passar anestésico direto.

Minha mulher também teve uma boa idéia.  Tomar a sopa de canudinho, pois assim eu sofro menos com as aftas.  Eu experimentei e deu certo.  Além da sopa, também tomo suco de abacate, de mamão.  Também estou tomando uns suplementos de proteína e carboidratos que me ajudam a não perder peso.

Enfim, apesar de ser barra, não adianta também aumentar mais o sofrimento. O negócio e encarar com paciência e ir levando até onde der.

Graças a Deus, tenho uma mulher maravilhosa que está me dando muito amor e carinho, a minha sogra faz a minha comida todos os dias, o meu sogro me leva todos os dias no hospital para fazer a radioterapia.  Quantas pessoas que também sofrem o que eu estou sofrendo e não tem ninguém para ajudar?

Estou fazendo um tratamento agressivo de quimio e radio, mas tenho oportunidade de estar em um dos melhores hospitais do mundo.

Tenho condições de comprar todos os medicamentos e fazer todos os procedimentos que os médicos mandam como os de higiene bucal a cada 2 horas com diversos produtos, faço também diariamente tratamento na estomatogia com laser para amenizar as feridas.

Quantas pessoas que não tem acesso a este tipo de tratamento e no caso deste tipo de Câncer que eu tenho de Laringe, base de língua, nem tem como operar e mesmo que tenham acesso a operação, ficam sem a lingua e outras sequelas bem piores.   Muitas vão morrendo aos poucos sem condições de melhoria, é triste.

Lá no hospital mesmo, no setor de cabeça e pescoço é muito comum vermos verdadeiros monstros, pessoas totalmente desfiguradas devido ao câncer. Hoje mesmo vi uma pavorosa, indescritível.  Mas fazer o que? Elas estão vivas.  Só que passa por isto sabe, apesar de tudo, a vida tem um valor, que a gente abre mão de muita coisa para continuar vivo.

Graças a Deus, após a radioterapia, vou voltar a ter uma vida normal, sem sequelas limitantes, vou poder trabalhar e ser feliz novamente, até mais feliz, por todo o aprendizado que estou passando.

Sabe, Deus mostra a sua face, a sua ajuda, muitas vezes de uma forma que a gente não entende..  Mas com certeza, nos nossos maiores sofrimentos ele sempre está presente, trabalhando pela nossa reabilitação, pela nossa melhoria e compreensão.  O difícil é a gente enxergar isto, pois quando sofremos a nossa tendência é apenas gritar, o que também é necessário.

Agradeço também a todos os que estão torcendo por mim, que estão orando, toda a minha família e amigos, e também os amigos virtuais, que apesar de eu não conhecer pessoalmente se tornaram muitos próximos e estão me dando muito apoio nestas horas tão difícies.  Muito obrigado mesmo!

Hoje fiz a 14a. sessão de radio, agora só faltam mais 19, estou quase na metade, a cada dia é uma a menos.

sábado, 13 de novembro de 2010

Inferno Astral

Eu tô passando meu inferno astral!  Realmente um inferno, agora com a boca toda ferrada, cheia de ferida, dores no pescoço, fraqueza, enfim, um trapo humano!  

Comer que era gostoso, agora é um martírio.    Enfim, fico pensando, como é bom quando a gente tá bom, né?  Puxa, nestas horas de sofrimento, é que a gente vê o que é a Vida.  A gente não precisa de nada, não precisa de muito!  Tendo saúde, o  resto é o que interessa.  Você estando comendo, andando, respirando, se divertindo, que coisa boa!!  Temos que erguer as mãos para os céus todos dias e dizer:  Senhor, obrigado por eu estar bem, com saúde, Eu sou muito feliz por isto!!

Mas a gente só dá valor para aquilo que perde, só quando a gente tá ferrado, na cama é que a gente vê a importância destas coisas boas da vida.

Eu sei que tô passando uma barra agora com esta rádio, que ferrou com a minha boca, e tô me sentindo como numa guerra, resistindo bravamente o inimigo, que eu sei que essa guerra tem hora para acabar, mas enquanto ela dura, tem que ser muito forte.

Acho que umas das coisas boas que o câncer pode deixar de bom, depois que tudo passa, é que você fica mais forte, porque sofreu tanto, que depois acho que tudo é fichinha.  Nada mais vai me abalar, vou viver a vida sorrindo, porque já paguei grande parte dos meus pecados em vida....

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

2a. Edição Vidas Blogadas

Pessoal,

Segue 2a. edição do Vidas Blogadas,  clique no link abaixo para acessar e fazer o download.

http://www.scribd.com/doc/41542047


Agradeço a todos que disponibilizaram as matérias dos seus Blogs.

sábado, 6 de novembro de 2010

8a. sessão radioterapia


Estou na 8a. sessão da radio e está sendo muito difícil, pois sinto dor ao engolir e agora só consigo comer sopas, frutas, etc.

Me sinto muito apreensivo, pois ainda faltam 25 sessões e a tendência é piorar.  Não sei como vai ser..  Apesar de tudo por enquanto ainda estou conseguindo aguentar as pontas, não perdi o peso.

O meu humor também foi afetado, pois não é fácil passar por tudo isto e ainda ficar dando risadas, mas no geral estou conseguindo administrar.  Dá uma sensação de impotência, de tristeza, de insegurança e incerteza.

Minha mulher também está bem sensibilizada; ela tenta me ajudar, me por para cima, mas a gente vê o quanto é difícil conviver com uma situação limite destas. É difícil para mim e é difícil para ela.

Ela me ajuda muito, me sinto amparado do lado dela, sinto que tem alguém que me ama, que está comigo de verdade. Nesta hora é que a gente vê a importância das pessoas nas nossas vidas.

Enfim, sei lá, seja o que Deus quiser... No fim, tudo vai dar certo....

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Vitória na Justiça!! Radioterapia IMRT

Hoje tivemos a audiência final referente a radioterapia IMRT.  Felizmente vencemos!! A juiza proferiu uma decisão favorável.  clique no link abaixo para ver a sentença
http://www.scribd.com/doc/40924395

Fiquei muito feliz com a decisão, pois representará um grande ganho em minha qualidade de vida durante muitos anos, pois com  a radioterapia tipo IMRT terei uma perda irreversível parcial da saliva, enquanto na radioterapia convencional teria uma perda irreversível total da saliva.

Durante alguns minutos, ficamos na sala da audiência, eu e os advogados de ambas as partes, aguardando a decisão da juíza, que analisava o processo.  Nestes minutos, que pareceram uma eternidade, não sabia qual seria a decisão, e fiquei pensando se apesar de tudo, ainda teria que pagar mais R$ 20.000,00 da radioterapia IMRT, caso perdêssemos a causa.

Pedi para Deus iluminar a cabeça daquela Juíza.  Ao fim de pouco mais de 30 minutos, saiu o papel impresso com a decisão.  Minha advogada, foi logo para as últimas linhas, onde dizia que a sentença era procedente.

Grande alívio e certeza que existe justiça em nosso país.  Pena que muita gente desconheça os seus direitos e nem sequer vão atrás dos benefícios que poderiam ter.

Agradeço muito a Mundie Advogados por toda a ajuda que me deram.

Infelizmente parece que temos poucos equipamentos de radioterapia de IMRT no Brasil, parece que são só meia dúzia no Brasil inteiro, apesar desta técnica já existir a muitos anos.  E a maioria dos equipamentos deve estar em SP.  No meu caso eu estou fazendo no A.C.Camargo.

Bom, só estou fazendo este post com o intuito de ajudar outras pessoas no sentido de informar, pois a radioterapia IMRT é uma evolução da radioterapia convencional e quanto mais pessoas estiverem utilizando, tanto mais os hospitais poderão investir em mais equipamentos e ficará mais fácil para incluirmos esta modalidade no rol da ANS, não sendo necessário mais entrar na justiça para termos esta tipo de radioterapia extendida a todos, sem ter que brigar com os convénios médicos, numa situação em quem tem câncer já está fragilizado para correr atrás destas pendengas judiciais.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

É preciso ter forças


Esta última semana não postei, pois não estava muito bem e preferi nem escrever..

Mas acho que a gente pode expressar mensagens de otimismo, mas também nossos medos, angústias, depressões, etc., afinal somos humanos e expressar estes sentimentos ditos "negativos" também fazem bem para a alma.

Esta primeira semana de radioterapia combinada com a quimioterapia tem sido muito difícil, pois os efeitos acumulados da radio e quimio se intensificam .  A região que estou tratando (cabeça/pescoço) é muito sensível, pois acaba afetando a boca, as glândulas salivares, e acaba sendo muito delicado.

Então além do enjôo da quimio, perda do paladar, sensação de formigamento na perna, ainda tem os efeitos da radio como a boca seca (xerostomia) devido a diminuição da saliva, principalmente a noite, a fadiga, a pele que começa queimar, endurecimento do pescoço, os cuidados com a higiene bucal para não pegar nenhuma infecção, etc..

Tudo isto abate o nosso ânimo, pois vamos perdendo aquela "alegria de viver" quando nossa energia cai muito.  O fato de perder aquilo que nos dá prazer, como perder o gosto da comida, o cansaço, afeta muito o nosso psicológico.

Teve alguns dias que fiquei bem pra baixo, mas Graças a Deus, acho que tenho uma força interna muito grande e consigo reverter isto, depois de 1 dia ou 2.  Mas não é fácil, quando a gente atinge o fundo do poço.

O interessante, pelo menos para mim, é que é nestes momentos mais difícieis é que encontro respostas muitos significativas da vida.  Neste dia que estava mal, fiquei pensando que tem pessoas que sofrem tanto, que perdem todo o prazer de viver e que para estas pessoas morrer às vezes deve ser um alívio. Pensando nisto, eu que já não tinha muito medo, perdi completamente o medo da morte.  Eu passei a entender a visão que algumas pessoas tem da morte, e não as recrimino, pois passei a vê-la não mais como uma inimiga, mas como uma amiga, uma amiga que termina com os nossos sofrimentos e que nos leva para um mundo melhor.

Mas estou falando de morte, mas  estou totalmente focado na vida e lutando por ela. Acho que só quem passa pelo Câncer ou uma doença grave sabe das reflexões que estou falando. São reflexões profundas da vida, e acabam por abrir a nossa mente e ver a vida como ela é.

Já fiz  5 sessões de radio, num total de 33.  Todo dia vou ao hospital fazer uma sessão. Fico também muito preocupado, pois os piores efeitos começam a aparecer depois da 10a. sessão.  Mas eu sei, que temos que viver cada dia e não por a carroça na frente dos bois.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Radioterapia


Começo na próxima segunda a fazer a radioterapia. Serão 33 sessões, finalizando dia 10/12.  Vou também fazer quimioterapia junto para intensificar o efeito da radio.

Estou um pouco preocupado com uma possível xerostomia (falta de saliva), que é um sintoma, muitas vezes irreversível da radioterapia, quando aplicada na região do garganta, pois afeta as glândulas parótidas (as que produzem saliva).

Para minimizar o efeito da xerostomia, comecei esta semana, um tratamento complementar de acupuntura na USP.

Existem vários estudos internacionais comprovando a eficácia da acupuntura para o tratamento da xerostomia.  Embora mesmo com o tratamento, a produção de saliva possa não voltar ao que era antes, pelo menos o efeito negativo pode ser minimizado.

Também o tipo de radioterapia (tipo IMRT) que vou fazer já é melhor do que o padrão, pois os feixes de raios são mais direcionados, preservando mais as áreas que não devem ser afetadas.

Eu já fiz a máscara. É uma tecnologia muito legal. Eles vem com um pano, tipo uma gase, com várias aberturas e colocam na tua cara.  O pano é molhado e quente; eles ficam segurando aquele tecido na sua cara, pescoço e ombros e em poucos segundos aquilo seca e fica duro e se transforma num molde para fazer a máscara de proteção da radio.

Depois vc entra na máquina de fazer tomografia com aquela mascara super justa amarrada no seu rosto. É uma sensação muito desconfortável, pelo fato que parece que vc fica sufocado, embora a tela seja furada. Uma espécie de sensação de claustrofobia e dificuldade para engolir. Se a pessoa tiver problema de claustrofobia acho que não consegue fazer.  Eu fiz bastante esforço, pois tinha que ficar imóvel, e ainda mais com a aplicação do contraste, sobe aquele líquido quente pela sua boca.  Só quem já fez sabe como é.

Mais ainda bem, que tudo isto é rápido e a tecnologia hoje é super-moderna. Graças a Deus tenho acesso a este tratamento, sei que muitas pessoas no nosso país não conseguem ter.

Enfim, apesar da ansiedade e preocupação com a radioterapia, tenho que enfrentar mais esta etapa e estou fazendo de tudo o que está ao meu alcance para que seja bem sucedida e em breve eu possa voltar a trabalhar e viver uma vida normal.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Resgate

Assistindo o resgate dos 33 mineiros do Chile, vou traçar um paralelo com o que vivenciamos com o Câncer.

Num primeiro momento, quando recebemos a notícia, ficamos desesperados, pois não sabemos se iremos ser ou não resgatados de nossa doença, como será o nosso tratamento, se será bem sucedido..

Num segundo momento, quando já sabemos como será o tratamento, nos submetemos a cirurgia, quimioterapia, radioterapia, mas ainda não sabemos se iremos ficar bom.  Passamos a confiar inteiramente nos médicos, no tratamento e principalmente em Deus para que tudo caminhe bem e que possamos ser recuperados a Vida.

Num terceiro momento, quando já começamos a reagir, quando a cirurgia é bem sucedida, quando a quimioterapia e radioterapia começam a dar resultados, quando começamos a nos estabilizar e voltar para a Vida, é o momento de Alegria e valorização da Vida.

Principalmente os nossos familiares mais próximos passam a sofrer e comemorar cada uma de nossas vitórias e nossas vidas são transformadas, pois aprendemos a valorizar cada momento e a maravilha de estar vivo.